Participação Social - Mude o mundo de maneira eficiente!

Você confia nas instituições brasileiras? E nos nossos representantes? Se a sua resposta para alguma dessas perguntas – ou ambas – foi não, saiba que não está sozinho nessa. Segundo o ranking de competitividade, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial em 2017, o brasileiro é quem confia menos em suas representações políticas, o último colocado entre 127 países avaliados. E o que podemos fazer sobre isso? ADVOCACY! Podemos nos unir e defender as causas que acreditamos de forma organizada, participando dos processos de decisão do governo nas diversas instâncias disponibilizadas para a participação social.


O grande problema é que temos o costume de reclamar dos nossos governantes e do nosso país nos canais errados - é comum fazermos isso em uma mesa de bar, no sofá de casa ou por meio de um desabafo nas redes sociais. Acontece que isso só vai gerar mais insatisfação e sentimento coletivo de frustração, sem que nada seja feito para de fato mudarmos o cenário em que estamos inseridos.


A minha sugestão para iniciarmos uma mudança positiva em nosso país, em primeiro lugar, é nos conhecermos e sabermos no que acreditamos e qual a grande mudança que queremos ver no mundo. Você sabe qual é a sua causa? O que te traz indignação e sentimento de injustiça e impotência? Tem a ver com saúde? Educação? Meio ambiente? O que mais te sensibiliza são crianças, idosos, animais? 


Depois que você se conhece e sabe qual é a causa que te move, seja a mudança que você quer ver no mundo, como já dizia Gandhi. E isso pode ser mais fácil do que imaginamos! Procure na internet ou em comunidades o que já está sendo feito para melhoria daquele cenário, e quem está fazendo. Muitas ONGs fazem trabalhos incríveis no sentido de representar a sociedade civil e elevar a voz de um grupo de pessoas.


Essas ONGs precisam de mais braços e cabeças para ampliar ainda mais a sua voz e ter mais força, garantindo assim que as suas reivindicações sejam ouvidas.


Junte-se a esse grupo de pessoas e ajude como puder. Se puder dedicar seu tempo e talento de forma mais ativa, sem dúvida esse apoio será muito valioso. Mas, as vezes, só de compartilhar um post nas redes sociais ou assinar um manifesto online você já estará sendo de grande ajuda!


Além disso, o próprio governo disponibiliza canais para a sociedade se manifestar e expor a sua opinião sobre determinado tema. Você sabia, por exemplo, que antes de decidir se um medicamento ou procedimento será fornecido gratuitamente para a população pelo SUS, o governo abre uma consulta pública para que pacientes, médicos e interessados na causa deixem a sua opinião? E mais - todas as contribuições da sociedade são lidas e analisadas manualmente pela equipe envolvida para que os tomadores de decisão possam tomar as decisões com base nas reais necessidades e interesse da população. 


Outra forma muito eficiente de participação social, que pode trazer mudanças significativas, é sugerir uma proposta de lei.


No Senado Federal, qualquer pessoa pode se cadastrar no portal E-Cidadania e enviar sua proposta de criação de uma nova lei ou alteração de uma já existente. Se a sua sugestão tiver 20 mil apoios em até quatro meses, ela vira uma Sugestão Legislativa que é obrigatoriamente encaminhada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e debatida pelos senadores.


Na Câmara, a sociedade civil também pode enviar sugestões de projetos de leis, mas nesse caso isso deve ser feito por meio de entidades civis organizadas, como ONGs, sindicatos, associações, órgãos de classe, entre outros.


Além das ferramentas existentes para participação social, uma estratégia simples para termos um país mais próximo do que acreditamos é utilizarmos bem o nosso voto, conhecendo os candidatos, suas propostas e escolhendo com cuidado os nossos representantes.


A Colabore com o Futuro é um negócio social que tem como objetivo mobilizar a sociedade para participar das decisões em saúde junto com o governo, tornando as políticas públicas mais justas e efetivas. Fazemos isso:


1. Informando para a sociedade as consultas públicas abertas,

2. Apoiando parlamentares na construção de leis,

3. Ficando em contato frequente com pacientes de diversas doenças para entender as necessidades e levar para o Ministério da Saúde, criando estratégias em conjunto com o governo para que as necessidades sejam atendidas.


Agora que você já conhece algumas formas bem simples de colocar a mão na massa para melhorar o Brasil, siga as nossas redes sociais, participe de nossas causas e COLABORE COM O FUTURO do nosso país!


Carolina Cohen


Cofundadora e especialista em comunicação de causas na Colabore com o Futuro (1ª plataforma de advocacy que conecta as demandas dos pacientes, governo e empresas. A Colabore criar estratégias de políticas públicas que ampliam o acesso à saúde de forma sustentável e transparente, trazendo mais dignidade e qualidade de vida para milhões de pessoas).




83 visualizações

parceiros:

atendimento@colaborecomofuturo.com / 11 98126-7666 / 11 98144-5372

 

Rua Pombal, 463 - Sumaré

São Paulo, SP

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Spotify - círculo cinza