SIM PARA QUIMIO ORAL - Atualizações sobre o projeto

Vivemos um momento de grande sensibilidade para as questões de saúde. Na luta para vencer o câncer, garantir acesso a medicamentos eficientes a todos os pacientes é um grande desafio. Pensando nisso, surgiu o projeto “Sim Para Quimio Oral”, uma iniciativa do Instituto Vencer o Câncer (@vencerocancer) com o apoio técnico da Colabore com o Futuro (@colaborecomofuturo) desde 2018.




O PL 6330/19 já foi aprovado pelo Senado por unanimidade e agora precisa ser colocado em votação na Câmara dos Deputados para ser encaminhado ao Presidente da República e transformar-se em Lei. Estamos articulando com diversos deputados e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para que o PL seja colocado para votação.


⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ajude você também mostrando a importância desse PL! Assine o manifesto e compartilhe em suas redes sociais. ✍️


Acesse: https://www.simparaquimiooral.org.br/manifesto

O que é o projeto Sim Para Quimio Oral?


Esse projeto determina que os medicamentos oncológicos antineoplásicos orais registrados pela ANVISA sejam automaticamente oferecidos pelos planos de saúde, assim como já é feito com os medicamentos de aplicação intravenosa.


Vamos corrigir uma injustiça que já ocorre há anos e para isso precisamos da sua ajuda. Essa lei beneficiará mais de 50 mil pacientes oncológicos usuários de planos de saúde.


Acesse: www.simparaquimiooral.org.br




________________________________________________________________________________



Campanha #simparaquimiooral


Para estimular a votação a favor do PL 6330/19, alguns parlamentares se uniram à causa:




O que os pacientes dizem sobre os benefícios do tratamento com quimio oral?




___________________________________________________________________________


A importância da quimio oral para a saúde da mulher



Cantoras brasileiras de todas as idades e vertentes musicais gravaram a música “Sim Para Quimio Oral”.


A união das artistas defende uma causa importante para milhares de pacientes oncológicos usuários de planos de saúde: o acesso aos medicamentos orais contra o câncer. Esta é mais uma iniciativa para conscientizar a sociedade sobre o PL 6330, que nesse momento aguarda que o presidente da Câmara (@Rodrigomaiarj) coloque em votação. O projeto já conta com mais de 120 mil assinaturas de apoio à petição e manifesto.⠀


A música ganhou vida nas vozes das cantoras Sandra de Sá (@sandradesa_oficial), Elba Ramalho (@elbaramalho), Roberta Miranda (@robertamiranda), Wanessa Camargo (@wanessa), Leci Brandão (@lecibrandao), As Marcianas (@asmarcianas), Carmen Monarcha (@carmenmonarcha), Lucyana Villar (@lucyanavillar), As Galvão (@asirmasgalvao), Nilva Lima, Tania Alves (@taniaforever), Ruama (@ruamafeitosa), Adriana Farias (@adrianafariasoficial) e Adryana Ribeiro (@adryanaribeirooficial). A produção é do Maestro Caixote (@marcopontescaixote), Alzira Scarabucci (@alzirascarabucci), Jo Mattos (jomattosmkt) e Nil Bernardes (@nilbernardes), além de pacientes oncológicas.




______________________________________________________________________________


Diversas celebridades são a favor do #simparaquimiooral. O manifesto com mais de 120 mil assinaturas pode ser assinado no www.simparaquimiooral.org.br.




Veja todas as celebridades que apoiam o projeto aqui.























_______________________________________________________________________________



Argumentos pró Quimio Oral


O projeto #simparaquimiooral e o PL 6330/19 têm gerado muito debate. Abaixo apresentamos, em detalhes, os argumentos contrários e as respostas favoráveis defendidas pelo IVOC nessa ampla discussão para que você vote conscientemente:


1. Argumento contrário - “A política da ANS para orais está funcionando, não há razão para mudar, pois desde 2016, houve aumento de 56% no número de pacientes atendidos pelos planos de saúde com medicamentos oncológicos de uso oral”. 


Argumento IVOC/Colabore a favor - Este dado só reforça a importância do medicamento oral e demonstra que a inclusão mais ágil dos medicamentos orais não incorrerá em gastos mais elevados com medicações pelos Planos de Saúde.


2. Argumento contrário - “A inclusão automática de medicamentos orais aumentará a judicialização”.


Argumento IVOC/Colabore a favor - O tempo é vital para o paciente com câncer. O ritmo de progressão da doença determina o desfecho. Mesmo o prazo de meses pode ser fatal para alguns tipos de câncer e as pessoas continuarão recorrendo à Justiça para conseguir os medicamentos até a decisão de inclusão pela ANS.


3. Argumento contrário - “A inclusão automática dos medicamentos orais colocará em risco a segurança dos pacientes oncológicos”.


Argumento IVOC/Colabore a favor - Os medicamentos infusionais são incluídos automaticamente e não há nenhum problema. Avaliar a segurança de um medicamento é papel da ANVISA e não da ANS. Além disso, esses medicamentos já foram testados em agências de saúde de várias partes do mundo.


4. Argumento contrário - “A pandemia não pode servir de pretexto para acelerar o processo de incorporação”.


Argumento IVOC/Colabore a favor - Para aqueles pacientes que vão iniciar o tratamento, durante a pandemia, sem dúvida, seria muito mais seguro o tratamento oral, desde que indicado pelo médico.  Nesse formato de tratamento, o paciente não precisa se deslocar, correndo o risco de infecções causadas por bactérias e vírus, incluindo o novo coronavírus, mas esse cuidado deve continuar mesmo com o fim da pandemia.


5. Argumento contrário - “A inclusão automática dos orais inviabilizará o trabalho dos planos de saúde, pois os custos são muito elevados”.


Argumento IVOC/Colabore a favor - O médico é quem define qual o tratamento mais adequado para seu paciente. A aprovação da cobertura automática, não quer dizer que haverá riscos sanitários e pacientes estarão sujeitos a drogas de qualquer tipo. O médico não prescreverá porque é mais caro, ele prescreverá porque a droga é a melhor opção para o paciente. 


A ANS não regula preço, e com ou sem o processo de ATS, o preço do medicamento não sofrerá alteração. Quanto mais produtos estiverem disponíveis no mercado, maior é a competitividade e o desconto destes nas operadoras de saúde e no prestador.

Há ainda medicamentos antineoplásicos orais que podem trazer economia para o sistema. Isto tem que ser levado em consideração.


6. Argumento contrário - “A ANS deve ser a protagonista no processo de inclusão dos medicamentos oncológicos orais a serem disponibilizados pelos planos de saúde”.


Argumento IVOC/Colabore a favor - A intenção do PL 6330/19 não é a de retirar poder da ANS, mas dois a três anos para realizar o processo de ATS – Avaliação de Tecnologia de Saúde – é muito tempo para um paciente com câncer. Esses medicamentos já foram avaliados em agências de saúde internacionais e têm registro na ANVISA. Para o IVOC, o protagonista do tratamento é o paciente e ninguém mais.


ASSINE O MANIFESTO E FAÇA PARTE DESSE IMPORTANTE MOVIMENTO EM PROL DOS PACIENTES COM CÂNCER!





#simparaquimiooral #cancer



31 visualizações

parceiros:

atendimento@colaborecomofuturo.com / 11 98126-7666 / 11 98144-5372

 

Rua Pombal, 463 - Sumaré

São Paulo, SP

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Spotify - círculo cinza