Saiba com quais ODS a Colabore está comprometida e que ações promovemos para alcançar essas metas





Sabia que Colaboramos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU?


Mas o que são Objetivos de Desenvolvimento Sustentável? Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são uma coleção de metas globais adotadas durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015. Compostas por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030, os ODS tem o intuito de estimular os governos, empresas e a sociedade a promover um mundo melhor para todos por meio de ações que acabem com a pobreza, protejam o meio ambiente, melhorem a qualidade de vida no planeta e garantam que as pessoas, em todos os lugares, possam desfrutar de paz e de prosperidade. Veja abaixo com quais ODS a Colabore está comprometida e saiba quais são ações promovemos para alcançar essas metas.


>> 1 – Erradicação da pobreza 1.4 - Até 2030, garantir que todos os homens e mulheres, particularmente os pobres e vulneráveis, tenham direitos iguais aos recursos econômicos, bem como o acesso a serviços básicos, propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, herança, recursos naturais, novas tecnologias apropriadas e serviços financeiros, incluindo microfinanças 1.a.2 - Proporção do total das despesas públicas com serviços essenciais (educação, saúde e proteção social) 1.b.1 - Gastos sociais públicos para os menos favorecidos Nossa atuação Lutamos para ampliar o acesso da população à saúde nos âmbitos público e privado (SUS e Planos de Saúde), capacitando médicos e conscientizando a população sobre os sinais e sintomas da doença para a garantia de um diagnóstico preciso e precoce para diversas doenças.

Também trabalhamos para a atualização de Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas, visando que os pacientes recebam um tratamento adequado; e lutamos para que novas tecnologias sejam disponibilizadas gratuitamente para pacientes de diversas condições de saúde.


Ainda dentro desse objetivo, trabalhamos para maior transparência dos gastos públicos e para garantir que o orçamento em saúde seja alocado da melhor maneira possível, beneficiando o máximo de brasileiros possível.

>> Objetivo 3 – boa saúde e bem estar 3.3 - Até 2030, acabar com as epidemias de AIDS, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, e combater a hepatite, doenças transmitidas pela água, e outras doenças transmissíveis 3.3.5 - Número de pessoas que necessitam de intervenções contra doenças tropicais negligenciadas (DTN) 3.4 - Até 2030, reduzir em um terço a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis via prevenção e tratamento, e promover a saúde mental e o bem-estar 3.4.1 - Taxa de mortalidade por doenças do aparelho circulatório, tumores malignos, diabetes mellitus e doenças crônicas respiratórias 3.8 - Atingir a cobertura universal de saúde, incluindo a proteção do risco financeiro, o acesso a serviços de saúde essenciais de qualidade e o acesso a medicamentos e vacinas essenciais seguros, eficazes, de qualidade e a preços acessíveis para todos Nossa atuação Atuamos com campanhas de prevenção das doenças crônicas não transmissíveis e por meio de parcerias, reivindicamos que o governo inclua mais políticas públicas para atenção às doenças cardiovasculares, que são hoje a principal causa de morte prematura no mundo. Criamos uma coalisão de ONGs para ter mais força nessa atuação e cumprimento deste objetivo. Veja mais aqui: www.gacbrasil.com.br Mapeamos a jornada do paciente de chagas, considerada pela ONU como uma das doenças tropicais negligenciadas, para identificarmos formas de diagnóstico e tratamento precoce desses pacientes, aumentando assim sua qualidade de vida e tempo de vida. Realizamos campanhas diversas mobilizando a sociedade a participar das decisões do governo para inclusão de tratamentos importantes gratuitos na rede pública e privada de saúde para diversos tipos de cânceres, doenças respiratórias, doenças raras, entre outras. 3.8.1 - Cobertura da Atenção Primária à Saúde 3.c - Aumentar substancialmente o financiamento da saúde e o recrutamento, desenvolvimento e formação, e retenção do pessoal de saúde nos países em desenvolvimento, especialmente nos países menos desenvolvidos e nos pequenos Estados insulares em desenvolvimento 3.d - Reforçar a capacidade de todos os países, particularmente os países em desenvolvimento, para o alerta precoce, redução de riscos e gerenciamento de riscos nacionais e globais de saúde Nossa atuação Mobilizamos pessoas, ONGs e o governo para a criação de políticas públicas voltadas para condições de saúde que precisam de mais atenção. Capacitamos profissionais de saúde para ampliar seu conhecimento em determinadas doenças e participamos das discussões de financiamento em saúde, incentivando a população a influenciar ou decidir sobre os orçamentos públicos, por meio do Orçamento Participativo.

>> Objetivo 4 – educação de qualidade 4.2.1 - Proporção de crianças com idade entre 24-59 meses que estão com desenvolvimento adequado da saúde, aprendizagem e bem-estar psicossocial, por sexo Nossa atuação A ampliação do acesso à saúde de mais qualidade facilitando diagnósticos precoces e tratamentos adequados a pacientes de diversas causas impacta na qualidade de vida de milhares de crianças em todo o Brasil que dependem do SUS e de planos de saúde.

>> 5 – igualdade de gênero 5.6 - Assegurar o acesso universal à saúde sexual e reprodutiva e os direitos reprodutivos, como acordado em conformidade com o Programa de Ação da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento e com a Plataforma de Ação de Pequim e os documentos resultantes de suas conferências de revisão 5.c - Adotar e fortalecer políticas sólidas e legislação aplicável para a promoção da igualdade de gênero e o empoderamento de todas as mulheres e meninas em todos os níveis Nossa Atuação A Colabore é uma empresa criada exclusivamente por mulheres e mantemos 80% de mulheres em nosso quadro de colaboradores. Esse é o nosso compromisso para redução da desigualdade de gênero e aumentar o empoderamento feminino.

>> Objetivo 10 – redução das desigualdades 10.2 - Até 2030, empoderar e promover a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, gênero, deficiência, raça, etnia, origem, religião, condição econômica ou outra 10.3 - Garantir a igualdade de oportunidades e reduzir as desigualdades de resultados, inclusive por meio da eliminação de leis, políticas e práticas discriminatórias e da promoção de legislação, políticas e ações adequadas a este respeito Nossa atuação Estimulamos a participação social em decisões do governo em saúde, contribuindo para a inclusão política e informando a sociedade sobre a criação de leis e demais decisões que impactam na vida da população. Também contribuímos para a redução de discriminação por meio de campanhas a favor de pessoas portadoras de necessidades especiais, como os deficientes visuais e pessoas com nanismo.

>> Objetivo 11 - Cidades e Comunidades Sustentáveis 11.3 - Até 2030, aumentar a urbanização inclusiva e sustentável, e as capacidades para o planejamento e gestão de assentamentos humanos participativos, integrados e sustentáveis, em todos os países 11.7 - Até 2030, proporcionar o acesso universal a espaços públicos seguros, inclusivos, acessíveis e verdes, particularmente para as mulheres e crianças, pessoas idosas e pessoas com deficiência 11.7.2 - Proporção da população vítima de assédio físico ou sexual, por sexo, grupo etário, pessoas com deficiência e local da ocorrência, nos últimos 12 meses Nossa atuação Em parceria com ONGs nós promovemos a atenção para a necessidade de políticas públicas voltadas para a acessibilidade de deficientes visuais e pessoas com nanismo.

>> Objetivo 16 - Paz, Justiça e Instituições Eficazes 16.6.2 - Proporção da população satisfeita com a última experiência com serviços públicos 16.7 - Garantir a tomada de decisão responsiva, inclusiva, participativa e representativa em todos os níveis 16.7.2 - Proporção da população que considera que os processos de tomada de decisão são inclusivos e adequados, por sexo, idade, deficiência e grupo populacional 16.b.1 - Proporção da população que reportou ter-se sentido pessoalmente discriminada ou assediada nos últimos 12 meses por motivos de discriminação proibidos no âmbito da legislação internacional dos direitos humanos Nossa atuação Por meio do advocacy nós estimulamos a participação da sociedade nas decisões do governo para que a população tenha voz, seja escutada pelo governo, aumentando assim a representatividade e a participação social política, contribuindo para construção de políticas públicas mais justas, transparentes e sustentáveis.

21 visualizações0 comentário